Embo-y, um olhar Mbya-guarani

Em 1541, o explorador Cabeza de Vaca foi o primeiro homem a relatar o seu encontro com os índios guaranis, durante a sua expedição da Ilha de Santa Catarina à Assunção, Paraguai, pelo Caminho do Peabirú. Mais tarde, com a Companhia dos Jesuítas, eles estabeleceram as Missões, conhecidas como a “República Guarani”. Considera-se que estas povoações foram o que mais se aproximou da Utopia de “Thomas Morus”, em termos de organização social. Apesar da comunidade ter mudado a cultura Guarani, ela preservou a sua hierarquia tradicional, desenvolvendo um alto grau de conhecimento cientifico e industrial, assim como uma equilibrada distribuição de bens entre a população. Destruída pelos exércitos espanhóis e portugueses, enormes ruínas ainda hoje testemunham a grandeza desta civilização.

Os Guaranis continuam a sua busca pela Terra sem males – Yvy-porã. Apesar de ser a maior nação indígena do Brasil (na ordem de 35 mil índios), eles infelizmente são os únicos que quase não tem terras. Muitos são encontrados ao longo das estradas ou vivem em reservas pequenas e lotadas, quase favelas. Apesar disso, possuem uma intensa resistência cultural, visto que após 500 anos de contato, este povo segue falando a sua língua materna, o guarani, e preservando seus rituais religiosos tradicionais. A nação Guarani divide-se em várias etnias, sendo uma delas a Mbyá.

Este ensaio fotográfico foi realizado pelo fotógrafo Zé Paiva durante o mês de abril de 2003 , em diversas idas as aldeias de Massiambú e Tekoa Marãgatu (Imaruí), ao sul de Florianópolis SC. O trabalho fez parte do Projeto Embo-y, do grupo Habitasul, que busca promover a valorização e a difusão da capacidade e do potencial produtivo do trabalho artesanal-artístico Mbyá-guarani através de motivações estéticas e de sustentabilidade. Embo-y significa colar de sementes em guarani. Este projeto recebeu o prêmio Top Social ADVB-SP  e Empresa Cidadã, ADVB-SC em 2003.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s