Expedição Cânions do Sul: depoimentos

Vejam abaixo os belos depoimentos de alguns participantes da Expedição Cânions do Sul, que aconteceu na Páscoa e levou 9 aventureiros orientados pelo fotógrafo Zé Paiva e seu assistente Maurício Paiva.

vista16d01272
Cânion, Fortaleza, Cambará do Sul, Rio Grande do Sul – foto de Zé Paiva – Vista Imagens

Na maioria das vezes fotografar é uma ato, por assim dizer, individual. Mas tem um tema , que se no ato de fotografar em si, depende de cada fotógrafo com suas particularidades, no conjunto de sua elaboração se faz cada vez mais coletivamente: a natureza. Sujeita a condições de tempo muitas vezes desfavoráveis, onde o fotógrafo se torna refém das situações de tempo e luz impostas pelas variações climáticas, este tipo de fotografia exige de seus aficcionados um auto grau de determinação e companheirismo. A expedição aos Aparados da Serra foi um belo exemplo disto. Um verdadeiro desafio, que impôs a todos nós a necessidade de um processo de troca coletiva, assim como uma preocupação com a construção de suas imagens. Uma verdadeira aula a céu aberto, tanto no que se refere a captação das imagens, quanto na constante reelaboração de roteiro. Tudo isto realizado coletivamente. Imperdível.

Ronaldo Dias de Andrade

Quando soube da expedição para os cânions do Sul com o Zé Paiva , achei que seria uma excelente oportunidade para fotografar na natureza com um especialista no assunto, além de visitar um lugar que a muito tempo me atraia. Mas o que vivi e aprendi foi muito mais que isso. Os locais, as paisagens, a boa comida, o eco hotel, e toda atenção do Zé mesmo nos momentos em que o clima não esteve favorável nos possibilitou curtir a experiência, e as pessoas especiais que formaram o grupo. Tudo servia para inspiração e a noite ainda teve surpresas fotográficas.

Praticar e absorver novas técnicas nessas condições é muito mais fácil e prazeroso. Zé, espero para breve novas oportunidades de estarmos juntos . Que venham logo as próximas expedições!

Tânia Ribeiro

É incrível o quanto a fotografia, aliada a belas vistas da natureza, pode fazer para renovar e purificar a alma e o corpo. Tivemos um primeiro dia desanimador com a chuva. Mas isso não impediu os registros fotográficos. Capa de chuva no corpo e câmera e guarda-chuva na mão. Fomos atrás de “aventuras”. E conseguimos.

No segundo dia de expedição, depois de caminhar o dia inteiro para conseguir as melhores paisagens para fotografar é hora de retornar ao hotel. Descansar? Não. O fim do dia, e a paisagem magnífica que a estadia nos oferece, possibilita mais chances de fazer fotos. Quando se está vislumbrado com a paisagem, o corpo não reclama. Não sente cansaço nem sono.Fizemos lightpaint até quase meia-noite. Subimos um morro para fotografar o por do sol. Madrugamos para fotografar o nascer do sol e fomos agraciados com um arco-íris. Fotografar a natureza é renovador.

Tudo isso foi possível com a Expedição Fotográfica a Cambará do Sul. Zé Paiva foi perfeito para quem buscava dicas e conselhos. Sem querer ser invasivo, suas recomendações foram importantes para aperfeiçoar meu olhar e minha técnica. Fica também o registro para todas as amizades feitas ao longo da viagem. Em especial para os novos amigos Fernando Pinheiro e Ronaldo Dias De Andrade, que ajudaram muito com conselhos e dica de fotografia. Viajar para fazer fotos com pessoas que possuem paciência para esperar o momento perfeito do clique, e gostam de falar sobre o assunto, é o ambiente perfeito para quem quer aprender, se divertir e apreciar a natureza.

Filipe Scotti

Valeu Zé Paiva!!!! Agradeço por nos ter presenteado com esta expedição!!! A boa energia desta expedição ainda se faz presente e creio que durará pra sempre nesta ótima lembrança!!!

Fernando Pinheiro

Costumo dizer que não sei se viajo para fotografar ou fotografo para poder viajar. São duas paixões!

Minha insaciável busca pelo encantamento me levou a participar da Expedição Natureza com Zé Paiva até os Cânions do Sul. Encantamento por visitar novos lugares… e encantamento pela possibilidade de trazer comigo um registro de uma experiência. E é isso que a fotografia representa na minha vida: uma maneira de contar o que vivi.

Participar dessa experiência com um grupo de pessoas com olhar tão sensível só aumentou minha satisfação, enriquecida por tantos momentos de enorme descontração. A afinidade do grupo fez a expedição crescer e ampliar seu significado.

Saí do Rio de Janeiro com a expectativa por conhecer novos lugares e trazer de volta algumas fotos. Retornei com a bagagem cheia de novos amigos e novos ensinamentos… várias dicas do Zé Paiva sobre fotografia, como também um pouco da história por trás de suas fotos. Mas não só isso. Trouxe também a certeza do convívio harmonioso como componente para o bem viver, convívio entre pessoas e convívio com o meio. Foram tantas descrições e explicações sobre a biodiversidade brasileira que considero ter retornado um pouco mais rica… Uma riqueza de informação, de conhecimento e de alimento para a alma.

Essa expedição permanecerá viva em minha memória, permeada por uma enorme gratidão pela oportunidade de aprender um pouco mais sobre a fotografia, pela gentileza do Zé Paiva, Maurício Paiva e Sr Júlio, e pelo companheirismo e alegria de todo o grupo. Que possamos nos encontrar em novas experiências!

Edilaine Barros

A próxima Expedição é Urubici – o melhor da Serra Catarinense. A viagem está confirmada e as inscrições encerram quinta feira 7 de abril. Veja mais detalhes no link.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: