Do jardim ao poder

Podem me chamar de otimista incorrigível, mas sempre consigo ver o lado positivo de tudo. Mesmo nestes tempos de pandemia, em que estamos confinados, em quarentena, e muitas pessoas podem morrer, podemos ver coisas positivas. A solidariedade e a compaixão está brotando naturalmente em muitas pessoas que estão ajudando as outras neste momento delicado.

Também pode ser um momento para pararmos um pouco com a correria do dia-a-dia e refletirmos sobre a vida, tanto a nível pessoal quanto a nível planetário. Para onde estamos indo? Será este o melhor caminho para nós e para o planeta? Neste sentido vou sugerir alguns livros e filmes que podem ajudar nessa reflexão.

FILMES

A primeira sugestão é um filme chamado “Human” do grande cineasta e fotógrafo Yann Arthus-Bertrand .

Bertrand ficou conhecido primeiramente pelo seu trabalho com fotografia aérea, sendo que seu projeto mais famoso resultou no livro “The Earth from the Air” (A Terra vista do Céu). Este projeto foi patrocinado pela UNESCO e vendeu 4,2 milhões de cópias em 27 idiomas. Esta obra teve como objetivo mostrar a situação da Terra a partir da Eco 92 no Rio de Janeiro.

Depois disso ele fundou a ONG ambientalista Fondation Good Planet e, através dela, produziu um filme chamado “Home”, com imagens aéreas e narração de Jodie Foster. O filme conta de maneira magistral a história do planeta Terra e sua situação hoje em dia.

LIVROS

Agora vamos às sugestões de livros. O primeiro é de autoria da escritora alemã Andrea Wulf sobre a vida e obra de Alexander Von Humboldt, um naturalista que viveu entre os séculos XVIII e XIX e influenciou várias gerações de cientistas e ambientalistas. Ele nasceu na Alemanha e fez duas grandes expedições durante sua vida: a primeira pela América e a segunda pela Rússia. Com o fruto dessas viagens ele escreveu várias obras que serviram de inspiração para Darwin, Júlio Verne e Simon Bolivar, entre outros.

Ele pode ser considerado um dos primeiros ecologistas do mundo, pois naquela época já havia se dado conta que toda a natureza do planeta está interligada. Ele costumava dizer que os naturalistas do seu tempo estavam mais interessados em catalogar espécies, enquanto ele estava mais preocupado com as relações entre os seres vivos. Foi um visionário que anteviu muitos problemas ambientais que temos hoje. O livro tem 592 páginas, mas está escrito de forma fluida que prende o leitor do início ao fim.

Outro livro que gostaria de sugerir é de um dos mais importante ambientalistas brasileiros do século XX: José Lutzenberger. O livro se chama “Manual de Ecologia – do jardim ao poder”. “Lutz”, como era conhecido, foi um precursor do ambientalismo no Brasil. Ele foi o fundador da primeira ONG ambientalista do Rio Grande do Sul, a AGAPAN. Neste livro de 1992 ele discute a (possível) harmonia entre o progresso e a natureza.

Espero que vocês curtam as sugestões. Me digam depois o que acharam. Bons livros e filmes são uma ótima fonte de inspiração para mudar a si mesmo e ao mundo. Como dizia Gandhi: “Seja a mudança que você ver no mundo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: