O Somsilêncio da Imagem – Exposição realizada na Galeria de Arte da Assembléia Legislativa de Santa Catarina em 2018 e no Museu de Arte de Blumenau em 2019. Fotografias impressas em Canvas Canson disponíveis para venda em tiragem limitada. Se quiser mais detalhes envie uma mensagem para a gente.

Apresentação

Veja abaixo o texto de apresentação da exposição pelo escritor Fábio Brüggemann:

“O olho colhe o que a mão não”, escreveu o poeta Ronald Augusto. O fotógrafo Zé Paiva colhe a natureza para preservar o que a mão talvez não conseguiria. Estas imagens da natureza, ainda que não sejam a natureza, mas uma representação dela, são resultados de uma colheita.

Os haikais – a mínima expressão que condensa o máximo do que o olho colhe – não estão aqui com a função de legenda, nem mesmo como ilustração, mas sim, para lembrar a relação do fotógrafo com a contemplação da natureza e com a sua formação de leitor – ler também é contemplar.

Cada detalhe destas representações de paisagens tem a máxima expressão do silêncio. O movimento das exposições prolongadas produzem sons, porque enxergamos o movimento, e esse, remete ao seu ruído arquetípico.

O silêncio absoluto é insuportável. Por isso, há som no silêncio das imagens. Contemplem, então, estas imagens, lendo e ouvindo todo o somsilêncio contido nelas.

.