Arara-canindé na Fazenda Água Fria

Tive a honra de participar do calendário 2016 do IBAM (Instituto Brasileiro de Administração Municipal) ao lado de ilustres colegas e amigos, como André Dib e Zig Koch, entre outros. O IBAM desenvolve um trabalho importante na área ambiental através do Programa de Qualificação em Gestão Ambiental, que tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável dos municípios integrantes do Bioma Amazônia, com foco no combate ao desmatamento, promovendo a melhoria de práticas de gestão socioambiental.

A fotografia selecionada foi realizada na Fazenda Água Fria, durante as viagens para o meu livro Expedição Natureza Tocantins, publicado em 2012. Neste local funciona o Instituto Ecos do Cerrado, dirigido pela amiga Marissônia Lopes, a quem agradeço o apoio.

arara-de-barriga-amarela ou arara-canindé (Ara ararauna), Fazenda Agua Fria, Guarai, Tocantins, Brasil, Foto de Ze Paiva, Vista Imagens.

Arara-de-barriga-amarela ou arara-canindé (Ara ararauna), Fazenda Água Fria, Instituto Ecos do Cerrado, Guaraí, Tocantins, Brasil, Foto de Zé Paiva, Vista Imagens.

Mandala de areia e Jalapão

O que eles tem a ver um com o outro, você deve estar se perguntando. Simplesmente o fato de que fotos minhas sobre estes assuntos foram publicadas em duas importantes revistas, uma brasileira e outra americana, como você pode ver abaixo:

IMG_20140509_172813

A ótima revista Bons Fluidos, da Editora Abril, no seu primeiro número sob a edição de arte de Rodolfo França (que também assina a revista Vida Simples, da mesma editora), publicou uma matéria de oito páginas sobre uma mandala de areia feita pelo monge tibetano Tenzin Thutop, em 2011. A confecção da mandala fazia parte da programação da Semana da Cultura Tibetana, que aconteceu na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis. As mandalas de areia são um grande ensinamento budista sobre o desapego (pois depois de dias de trabalho elas são desmontadas em segundos) e também servem para entender a beleza que há no caráter transitório da vida. Para saber mais leia o ótimo texto de Keila Bis na revista. Abaixo algumas das fotos que estão na matéria.

2a semana da arte e cultura tibetana

Depois de fazer um minucioso desenho, Tenzin começa a colocar a areia na mandala com o auxílio de um cone de metal.

2a semana da arte e cultura tibetana

Nesta imagem, a mandala do Buda da Medicina está quase pronta, depois de dias de trabalho árduo.

2a semana da arte e cultura tibetana

Ante o público estupefato Tenzin começa a desmontar o trabalho feito durante vários dias, num ritual religioso.

Na outra revista, uma publicação americana chamada OUTSIDE ( que tem uma versão brasileira onde também já publiquei), saiu uma matéria sobre o Brasil com o título Destinations 03.14 – sobre destinos de aventura no Brasil. nela foi publicada uma foto minha de um vaqueiro no Jalapão, confiram abaixo:

Jalapao

GOL DO TOCANTINS

Caros amigos

Depois de um longo e gelado inverno (que ainda não terminou mas já dá sinais de fraqueza) volto ao blog para tirar as teias de aranha com muitas novidades. A primeira delas é que saiu na revista da Gol de agosto uma matéria de seis páginas sobre o meu livro Expedição Natureza Tocantins. É uma seção chamada “janela”, que exibe um ótimo texto do jornalista Daniel Marques e oito fotos do livro. Confiram abaixo as imagens e o texto:

CAPA REVISTA GOL TOCANTINS

A vastidão do Cerrado, as particularidades do Jalapão e a rebeldia do rio Araguaia

são algumas das cenas presentes em Expedição natureza — Tocantins, novo livro de

Zé Paiva, em que o estado mais jovem do Brasil e parte de sua gente são os protagonistas.

Para retratá-los, o fotógrafo porto-alegrense, que tem 52 anos, fez duas grandes

viagens às principais áreas de preservação do Tocantins, entre 2010 e 2011, a fim

de captar imagens em campo e aéreas. “São fotos com horizontes muito amplos, mas

ricas em detalhes”, explica Zé Paiva. Índios da etnia javaé, vaqueiros e moradores de

uma reserva extrativista também viraram personagens. “Sempre me interessei pelas

pessoas e suas interferências nas paisagens.” Exemplo marcante é a imagem ao lado,

que mostra lavouras ao redor de uma porção de mata, em Lagoa da Confusão.

Daniel Marques

janela-1janela-2janela-3janela-4

Tocantins Ecológico

A editora Empresa das Artes lançou mais um guia turístico, dessa vez sobre o Tocantins, o mais novo estado brasileiro (foi criado em 5 de outubro de 1988). O guia tem foco nas atrações ecológicas, históricas e culturais e portanto foge do formato dos tradicionais guias turísticos, que normalmente se atêm as atrações convencionais.

A Empresa das Artes já tem uma tradição neste segmento de guias, contando com mais de vinte publicações no seu catálogo.

Neste guia especificamente foram usadas 24 fotos minhas das paisagens e da fauna dos parques tocantinenses: Parque Estadual do Lajeado, Parque Estadual do Cantão, Parque Estadual do Jalapão e Parque Nacional do Araguaia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Destaque no guia para a introdução histórica, com uma linha do tempo, e para a grande quantidade de informações sobre a cultura local, com direito até a receitas típicas da região.

Ficha Técnica
Título: “Guia Turístico Tocantins – Ecológico, Histórico e Cultural”
Formato do livro:  11,5 x 21,0 cm
Miolo:  em papel couché, impresso a 4 X 4 cores.
Nº de páginas: 240
Preço: R$ 35,00

Outsiders

Está nas bancas a revista Go Outside de abril, que traz várias matérias interessantes e entre elas “Outsiders, os aventureiros do ano”. São atletas de esportes outdoor que se destacaram em 2011, escolhidos pela equipe da revista e pelo público. Fui convidado a fotografar o windsurfista catarinense Wilhelm Schürmamm aqui em Florianópolis. Como a ideia da Daniela Daruiz, diretora de arte da revista, era usar a foto numa montagem artística, misturando com ilustração, fiz a foto em estúdio, com fundo branco para ser mais facilmente recortada depois.

Aluguei  o estúdio do amigo Mauro Goulart, autor das fotos de making que mostro abaixo. Tivemos que improvisar umas traquitanas para que a foto ficasse realista, tipo amarrar o mastro na parede para que o Wilhelm pudesse simular estar velejando; calçar a prancha com borracha, para que não escorregasse, e assim por diante. Acho que o resultado ficou convincente. A ajuda do Mauro e do Wilhelm na produção foi fundamental!

Além do Wilhelm os outros atletas foram Danilo Couto (que está na capa também), a triatleta Fernanda Keller, e o escalador Sérgio Tartari entre outros. Em 2010 fotografei também outsiders para a revista: a mergulhadora e recordista em apneia Karol Meyer e o premiado velejado Torben Grael. Daquela vez a brincadeira era outra, confiram o post aqui.

Além disso a revista traz ótimas matérias sobre kalungas, tubarões e chocolate. Confiram!

Ciclo das águas

Está saindo pela Editora Escrituras, com fotos minhas, o calendário de mesa Ciclo das águas – dentro da série Maravilhas do Brasil. O tema foi uma sugestão minha e os textos e concepção são de Raimundo Gadelha, editor da Escrituras. As imagens são de vários estados brasileiros de diferentes parques e reservas: Taim, Aparados, Araguaia, Quiriri, Ilha dos Lobos, Lagoa do Peixe, Lagoa dos Patos, Serra Geral, Tainhas, Ibirapuitã, Itapuã e Vale da Lua. Elas mostram diferentes aspectos do elemento água, tão essencial para a vida na Terra. Rios, cachoeiras, chuva, mar, córregos, lagoas, lagos e lagunas.

“No jorrar de um novo tempo em que a vida ressurge com vigor e exuberância, o desejo de que os fluidos purificadores do Ciclo das águas derramem sobre a Terra um dilúvio de amor e paz tão necessários à nossa humanidade.” Raimundo Gadelha

Vejam abaixo as imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.