Filmes, livros e sítios

13 dicas de filmes, livros e sítios na internet, sobre fotografia ou natureza, e algumas vezes sobre os dois juntos. Originalmente publicado no blog da ESPM Porto Alegre, onde dou uma master class de fotografia de natureza no Curso Avançado de Fotografia Digital.

Sites:

Ashes and snow, foto de Gregory Colbert.

Ashes and Snow:
Ashes and Snow é um projeto do artista canadense Gregory Colbert. Ele é formado por fotos, filmes e um romance e foi exibido em um museu itinerante, o Nomadic Museum. O trabalho explora as relações entre humanos e animais e foi visto por mais de 8 milhões de pessoas em cidades como Veneza, Nova Iorque, Santa Mônica, Tóquio e Cidade do México. Esta é a exposição de um artista vivo mais visitada de todos os tempos.

AFNATURA:
Portal da Associação de fotógrafos de natureza, onde é possível se associar e acompanhar a divulgação de oficinas e exposições.

Jim Brandenburg:
Site do fotógrafo Jim Brandenburg, que trabalhou para a National Geographic por 30 anos. Além de uma vasta amostra da obra de Brandenburg, comercializa fotos, livros e dvds do artista.

Life Through Time:
Fala sobre o projeto Life, que aborda a diversidade da vida na Terra, desde seus primórdios até os dias atuais. A obra é realizado através da integração da fotografia (LIFE Book), Orchesta (LIFE Music), uma amostra itinerante (LIFE Exhibits) e o próprio site. O responsável pelo projeto é o fotógrafo holandês Frans Lanting.

International League of Conservation Photographers
É uma organização baseada em projetos que busca conscientizar as pessoas sobre a conservação ambiental através de fotografias. De caça ao aquecimento global, perda de habitat para a erosão cultural, a sustentabilidade de corredores biológicos, o trabalho de fotógrafos iLCP abrange toda a gama de ameaças à biodiversidade.

Livros:

Foto de Luiz Carlos Felizardo.

A Câmara Clara – Roland Barthes
Último livro escrito pelo filósofo Roland Barthes, propõe uma reflexão sobre a imagem fotográfica e sobre a vida e a morte.

Imago – Luiz Carlos Felizardo
Traz textos de autoria do fotógrafo porto-alegrense Luiz Carlos Felizardo,  publicados na revista Aplauso. O fotógrafo será o homenageado no 5º FestFoto Poa, que acontecerá de 6 de abril a 1º de maio de 2011.

Satolep – Vitor Ramil
Romance que tem como protagonista um fotógrafo que volta a Satolep, sua cidade natal. A história se passa no início do século 20 e tem “personagens” ilustres como o poeta João Simões Lopes Neto, o jornalista Lobo da Costa e o cineasta Francisco Santos.

Mar de Homens – Roberto Linsker
Esta publicação apresenta 92 fotos que retratam o dia a dia de pescadores artesanais. Linsker iniciou o trabalho em 1997 e percorreu a costa brasileira em busca de imagens que representassem a dura rotina desses trabalhadores.

Chased by the Light – Jim Brandenburg
Este é um livro emblemático para mim, pois acho incrível a disciplina que o mestre Brandenburg teve que ter para realizar este projeto. Durante 90 dias, entre o o equinócio de outono e o solstício de inverno, Brandenburg desafiou a si mesmo e fez apenas uma fotografia por dia, em filme. O resultado pode ser visto nesta publicação, que não foi lançada no Brasil.

Filmes:


Na natureza selvagem
Dirigido por Sean Penn, conta a história verídica de Christopher McCandless, um jovem americano que decide abandonar tudo para chegar até o Alasca e poder viver isolado na natureza, longe da civilização.  Além de uma ótima história bem filmada, a trilha do Eddie Vedder (Pearl Jam) é de primeira!

Ashes and Snow
Este é o documentário da exposição Ashes and Snow. O filme mostra a harmonia entre humanos e animais num país fictício em aproximadamente uma hora de documentário poético.

Antes da chuva
Este longa traz dois personagens que tem relação com a fotografia: Anne, editora de uma agência de fotos, em Londres e Aleksander, fotógrafo de guerra. Conflitos étnicos-religiosos entre os Macedônios ortodoxos e muçulmanos Albaneses são o pano de fundo para os dilemas existenciais do fotógrafo que volta a sua terra natal.

Lixo Extraordinário:
Conta o trabalho do fotógrafo e artista plástico Vik Muniz, que durante dois anos registrou o dia a dia de catadores em um dos maiores aterros sanitários do mundo, o Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro. Concorreu ao Oscar de melhor documentário este ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: