Filmes, livros e sítios

13 dicas de filmes, livros e sítios na internet, sobre fotografia ou natureza, e algumas vezes sobre os dois juntos. Originalmente publicado no blog da ESPM Porto Alegre, onde dou uma master class de fotografia de natureza no Curso Avançado de Fotografia Digital.

Sites:

Ashes and snow, foto de Gregory Colbert.

Ashes and Snow:
Ashes and Snow é um projeto do artista canadense Gregory Colbert. Ele é formado por fotos, filmes e um romance e foi exibido em um museu itinerante, o Nomadic Museum. O trabalho explora as relações entre humanos e animais e foi visto por mais de 8 milhões de pessoas em cidades como Veneza, Nova Iorque, Santa Mônica, Tóquio e Cidade do México. Esta é a exposição de um artista vivo mais visitada de todos os tempos.

AFNATURA:
Portal da Associação de fotógrafos de natureza, onde é possível se associar e acompanhar a divulgação de oficinas e exposições.

Jim Brandenburg:
Site do fotógrafo Jim Brandenburg, que trabalhou para a National Geographic por 30 anos. Além de uma vasta amostra da obra de Brandenburg, comercializa fotos, livros e dvds do artista.

Life Through Time:
Fala sobre o projeto Life, que aborda a diversidade da vida na Terra, desde seus primórdios até os dias atuais. A obra é realizado através da integração da fotografia (LIFE Book), Orchesta (LIFE Music), uma amostra itinerante (LIFE Exhibits) e o próprio site. O responsável pelo projeto é o fotógrafo holandês Frans Lanting.

International League of Conservation Photographers
É uma organização baseada em projetos que busca conscientizar as pessoas sobre a conservação ambiental através de fotografias. De caça ao aquecimento global, perda de habitat para a erosão cultural, a sustentabilidade de corredores biológicos, o trabalho de fotógrafos iLCP abrange toda a gama de ameaças à biodiversidade.

Livros:

Foto de Luiz Carlos Felizardo.

A Câmara Clara – Roland Barthes
Último livro escrito pelo filósofo Roland Barthes, propõe uma reflexão sobre a imagem fotográfica e sobre a vida e a morte.

Imago – Luiz Carlos Felizardo
Traz textos de autoria do fotógrafo porto-alegrense Luiz Carlos Felizardo,  publicados na revista Aplauso. O fotógrafo será o homenageado no 5º FestFoto Poa, que acontecerá de 6 de abril a 1º de maio de 2011.

Satolep – Vitor Ramil
Romance que tem como protagonista um fotógrafo que volta a Satolep, sua cidade natal. A história se passa no início do século 20 e tem “personagens” ilustres como o poeta João Simões Lopes Neto, o jornalista Lobo da Costa e o cineasta Francisco Santos.

Mar de Homens – Roberto Linsker
Esta publicação apresenta 92 fotos que retratam o dia a dia de pescadores artesanais. Linsker iniciou o trabalho em 1997 e percorreu a costa brasileira em busca de imagens que representassem a dura rotina desses trabalhadores.

Chased by the Light – Jim Brandenburg
Este é um livro emblemático para mim, pois acho incrível a disciplina que o mestre Brandenburg teve que ter para realizar este projeto. Durante 90 dias, entre o o equinócio de outono e o solstício de inverno, Brandenburg desafiou a si mesmo e fez apenas uma fotografia por dia, em filme. O resultado pode ser visto nesta publicação, que não foi lançada no Brasil.

Filmes:


Na natureza selvagem
Dirigido por Sean Penn, conta a história verídica de Christopher McCandless, um jovem americano que decide abandonar tudo para chegar até o Alasca e poder viver isolado na natureza, longe da civilização.  Além de uma ótima história bem filmada, a trilha do Eddie Vedder (Pearl Jam) é de primeira!

Ashes and Snow
Este é o documentário da exposição Ashes and Snow. O filme mostra a harmonia entre humanos e animais num país fictício em aproximadamente uma hora de documentário poético.

Antes da chuva
Este longa traz dois personagens que tem relação com a fotografia: Anne, editora de uma agência de fotos, em Londres e Aleksander, fotógrafo de guerra. Conflitos étnicos-religiosos entre os Macedônios ortodoxos e muçulmanos Albaneses são o pano de fundo para os dilemas existenciais do fotógrafo que volta a sua terra natal.

Lixo Extraordinário:
Conta o trabalho do fotógrafo e artista plástico Vik Muniz, que durante dois anos registrou o dia a dia de catadores em um dos maiores aterros sanitários do mundo, o Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro. Concorreu ao Oscar de melhor documentário este ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: